Lucid Dreams Forum GLDLP Tutorial Quiz! Sonhos Links Luís Sousa
Nome da técnica:  WILD (Wake Iniciated Lucid Dreams)

Nivel de dificuldade:  1 2 3 4 >5<

Altura propícia de aplicação:  Durante a noite (quanto mais perto da manhã melhor)

Pre-requisitos:
  • Saber o que é Sleep Paralysis
  • Saber o que são False Awakenings
  • Força de vontade
  • Treino de dream recall mínimo de 1 mês e meio, 2 meses
  • Algum tempo extra de sono (fim de semana, talvez?)
Introdução:

- "OK, eu reuno as condições necessárias. Como é que a WILD funciona?"

WILD é uma técnica que implica já um bom conhecimento do que é um lucid dream. Para além disso, se para ti sair da caminha a meio da noite para ir à casa de banho e voltar já é um sacrifício enorme então é bom que faças jus ao ponto "Força de vontade" =P

O lucid dreams efectuados por WILD costumam ser muito mais definidos e estáveis do que por outras técnicas devido a uma característica desta técnica. A técnica chama-se Wake Iniciated porque ao contrário de MILD, em que a ideia é o sonhador aperceber-se de que está a sonhar quando estiver a meio de um sonho, com WILD o princípio é o inverso. O sonhador começa o sonho a meio de estar acordado!

- "...Como é que foi essa!?..."

=P vou explicar. Com a técnica WILD a ideia é: quando se entra num sonho já se vai lúcido! Não esperas para começar a sonhar e sim, depois, ficar lúcido. Com WILD o sonhador entra já lúcido directamente para um sonho. A força de vontade, mais uma vez, é muito importante, pois, para entrar directamente para um sonho já lúcido é necessário passar pelas fases de criação de um sonho sem perder a consciência, o que pode ser difícil, desencorajador e até assustador.

- "Assustador?... O que queres dizer com isso?"

Há vários passos anteriores ao início do sonho propriamente dito. Um deles chama-se paralesia do sono (sleep paralysis), que é perfeitamente normal, acontece todas as vezes que sonhas, e não causa nenhum problema físico, aliás, até é mesmo para isso que ela existe. O problema é que até agora, sempre que passaste por isso não estavas consciente... E para fazeres esta técnica vais ter que passar a estar.

- "Ok... Mas não explicaste porque é que é assustador..."

Primeiro de tudo não te consegues mexer. O que por si só já pode ser desconfortável. A juntar a isso, normalmente esta paralesia é acompanhada com hypnagogic sensations (relacionadas com a entrada do cérebro num sonho) ou hypnapompic sensations (referentes à saída do cérebro de um sonho). Estas manifestam-se pelo sentimento de presença de uma entidade maléfica, aparente existência de sons no quarto (cães a ladrar, tv ligada, etc...) bem como pela formação de imagens na parte de trás das pálpebras. Pode também ser acompanhada pelo sentimento de que alguém ou alguma coisa está a fazer peso no peito do sonhador, um aparente sentimento de sufoco e de morte iminente.

- "Tás a brincar. Certo?..."

Não, estou a falar a sério.

- "E achas que depois disso tudo eu ainda vou experimentar??"

Bem, eu acho que tu não desistes assim com tanta facilidade =P Para além disso, se queres ter lucid dreams equivalentes à vida real eu acho que compensa o esforço =] Vais ver que não é assim tão mau. O que eu disse é o que PODE acontecer. Não é certo que aconteça, nem que seja assim tão intenso. Eu apenas falei nisto, não para assustar, mas sim para, se eventualmente acontecer, já estares de sobre-aviso e saberes que é normal.

- "Ok... Mas e se acontecer o que posso fazer?"

Primeiro, se acontecer, parabéns!! Estás a um passo mínimo de entrares directamente para um lucid dream =P Segundo, se realmente acontecer e te estiver a perturbar a melhor coisa que tens a fazer é lembrares-te que isso é tudo um processo normal e natural. Todas as noites isso acontece mas nesta noite tu conseguiste ficar a conhecer-te um bocadinho melhor =]

Uma coisa que ajuda bastante é manter a calma, respirar fundo e lembrares-te de que nada do que está a acontecer é real. Tudo aquilo está a acontecer apenas no teu cérebro. Estás a respirar normalmente, não estás a morrer nem pouco mais ou menos, quando acordades de manhã vais conseguir mexer tudo direitinho, os sons que estás a ouvir são apenas testes de som que o cérebro está a fazer para preparar a sonoridade do sonho que aí vem e as imagens ou formas e cores que estás a ver é o cérebro a começar a pintar a tela que será o tal novo sonho.

- "Hummm... Não sei se me convences..."

Queres ter uns lucid dreams espectaculares ou nao?

- "Claro que sim! =]"

Então não ligues tanto a isto e foca-te mas é na técnica. Estes passos foram descritos pelo experiente WILDer Absoluti0n aqui no forum do DreamerShell. Se quiseres ter acesso ao tutorial completo visita este tópico. Eu aconselho-te a passar por lá ;]

Passos:

 1º:  Acorda a meio da noite
Acordar ao fim de 1.30 – 7 horas. Isto é uma variável muito relativa, o importante é que seja durante um ciclo REM, quanto mais tarde acordares maior será o ciclo, logo mais possibilidades tens de ser bem sucedido, por outro lado, mais difícil será adormecer;

 2º:  Desperta um pouco
Ficar acordado durante algum tempo. Mais uma vez, algo que deve ser deixado ao critério de cada um. Visto que será necessário manteres-te vigilante isto é um ponto importante. O intervalo de tempo aconselhado ronda entre os 1..60 minutos, fica a pé até que te encontres minimamente desperto;

 3º:  Concentra-te!
Volta para a cama, e tenta relaxar. Iremos agora definir um novo conceito, âncora. Em Wild precisas de te agarrar a algo que não te faça perder a lucidez a medida que adormeces, ou seja, algo que mantenha a tua mente ocupada. Stephen LaBerge inspirado nas técnicas antigas, sugeria a visualização de uma flor de Lotus na garganta, era importante que fosse uma visualização minuciosa, a medida que o corpo adormecia o praticante visualizava tal item e quando desse por si estaria a sonhar! So... Uma âncora é algo que te mantém acordado e livre de pensamentos à medida que o corpo adormece. Sugiro:

  • Focar a respiração. Tenta reparar em todo o processo de respirar, ou mesmo contar as respirações efectuadas;
  • Contar cordeirinhos. Quando digo contar é mesmo imaginá-los ;)
  • Imaginar uma cena. Tenta fazer um filme na tua cabeça, imagina-te a viver um experiencia qualquer, o que interessa é ser interessante;
  • Focar um som de fundo, ruído branco é um exemplo;

 4º:  Engana o cérebro
Escolhe a tua âncora e põe-na em prática. É importante a partir de agora nunca mexer o corpo, a ideia é levar o cérebro a pensar que adormeceste. Ignora qualquer estímulo, é um jogo de equilíbrio, tentar manter a vigília no mínimo mas não adormecer. Não esperes resultados (isso só irá atrasar o processo), relaxa e simplesmente espera focando a respiração ou usando outra âncora qualquer, poderá demorar algum tempo até chegar ao ponto 5 por isso não sejas impaciente.

 5º:  Alucina e relaxa ;]
Assim que começares a entrar no sonho a primeira coisa que poderás sentir é a paralisação do sono. Neste estado diversos fenómenos poderão acontecer: alucinações hipnagógicas, são as sensações primárias que formam o sonho, é uma coisa normal e acontece todas as noite por isso não te preocupes, podem ser sonoras ou visuais, relaxa deixa-as vir e ignora-as.

 6º:  Entra no sonho!
Nice! Chegaste a paralisação do sono, não te mexas enquanto sentires qualquer sensação estranha comum ao ponto 5, tens agora duas vias:
  • Esperar que as sensações passem, quando isso acontecer levanta-te, realiza um Reality Check e verás que estás a sonhar! O resto agora é contigo...
  • Durante as aclamadas sensações visualizar uma cena para o teu sonho, imagina-te a correr ou interagir nessa cena e de repente estarás dentro do sonho!




DreamerShell 2008/2012 - Luis Miguel Sousa